Blog da Fisioterapia Tudo sobre Massagem Terapêutica e Preparação Corporal com o Fisioterapeuta Glauco Muller Bottura

A Coluna Vertebral pode ser dividida anatomicamente em 4 partes: Cervical (pescoço); Dorsal (tórax); Lombar e Sacro. Porém, para que a Coluna possa se movimentar adequadamente ela deve se comportar como uma unidade, ou seja; cada segmento prolonga seu movimento em direção ao outro e dessa forma a tensão muscular é transmitida por todo o eixo vertebral.

E é justamente a falha dessa coordenação que explica o vasto repertório de dores e sintomas que sentimos, principalmente, nas regiões cervical e lombar. Essas regiões possuem maior mobilidade quando comparadas com a região dorsal e o sacro e por isso sofrem mais com os desalinhamentos posturais.

Para reverter esse quadro a Fisioterapia conta com os recursos da Massagem Terapêutica e de uma série de exercícios posturais e de conscientização corporal com o objetivo de recuperar a saúde de todas as estruturas vertebrais.

A Massagem Terapêutica, além de proporcionar relaxamento, tem como principal fundamento transmitir ao corpo de quem recebe a sensação de como a coluna vertebral deveria estar alinhada. Ela é uma haste longa e flexível responsável por facilitar não só nossa movimentação diária como também diversas funções orgânicas, por isso ela é aplicada de tal forma a assegurar que ao final de uma sessão o corpo se sinta alongado, descomprimido e bem equilibrado em pé.

Os exercícios de fisioterapia servem para recolocar as tensões musculares nos seus devidos lugares. Por exemplo, é porque eu não utilizo a pressão dos pés contra o chão e não transmito a força para as minhas coxas e glúteos ao me levantar de uma cadeira que ao longo do dia eu desenvolvo uma tensão na região lombar.

Combinar massagem com exercícios de propriocepção tornam o corpo mais consciente e atento aos movimentos e possíveis situações de risco de lesão ou compensações posturais durante o dia. Dependendo da gravidade e tempo de convívio com a dor, recuperação de diagnósticos como lombalgia, ciático ou hérnias de disco não é tão complicada quanto parece, com uma boa dose de informação, investimento pessoal e uma fisioterapia bem orientada os sintomas melhoram consideravelmente e são até mesmo revertidos.